LORE: O nascimento do Império (Raça, Religião, Talos)

Hoje falaremos  dos Imperiais, também conhecido como Cyrodilics e tecnicamente, sobre o início do império dos homens.

Os Imperiais sendo em sua maioria, a elite econômica e política de Tamriel, vivem na província de Cyrodiil e não possuem esse nome atoa: durante todas as quatro eras datadas,
desde o primeiro Império dos homens até o imperador Titus Mede II, tal linhagem é quem esteve à frente na hora de ditar regras políticas do império, mesmo quando nenhum de seu povo era Imperador de Tamriel. Compreender seu surgimento é de suma importância para compreender a história de Tamriel;

1

O que mais cativa dentro de tal raça é que a mesma não tem grandes diferenças físicas comparadas às outras raças humanas, e sim no aspecto cultural, sendo uma raça de maior cosmopolitismo que os conservadores Nords e senhores de Yokuda, pois de certa forma, ela capta a essência de todas as raças de homens de Tamriel, desde a descendência nord dos  moradores de Colovia com seu espírito aventureiro, até os mais pensadores estrategistas de Nibenay.

1
Região de Colovia (delimitada)

Surgimento da raça/império

Muitos historiadores dizem que a raça imperial tem origem de tribos Nedes, a qual foi a primeira raça humana em Tamriel, chegando primeiro que os emigrantes de Yokuda e os Companions de Ysgramor, seguidos pelo povo Cyro-Nords, criando assim os primeiros relatos históricos sobre o “surgimento da identidade imperial”. A partir do momento que um grupo de Nedes se moveram para a região da atual província Cyrodill, (neste período conhecida como Cyrod), mais especificamente na parte ocidental de Cyrodill, em Colovia, região que agrega as cidades de Anvil, Chorrol, Kvatch e Skingrad (cidades famosas na DLC Dark Brotherhood no ESO), região ao qual apresentava um volume muito grande de Nords, tanto que dela vêm a designação Cyro-Nords. Ambas as raças eram escravizados pela raça Ayleids, uma raça Aldmer (atualmente extinta), os Humanos não ficaram quietos enquanto eram escravizados, logo se revoltando contra os Ayleids sob a orientação de Santa Alessia (também conhecida como a Rainha dos Escravos) em 242 da Primeira Era, um ponto de observação é que a mesma era uma Nede, proto-imperial ainda longe da classificação de um imperial nos dias atuais, continuando; Essa revolta foi tão importante, que é a partir dela que se dá o surgimento do primeiro império humano, sendo “Alessia, a Primeira” reconhecida como imperatriz (é possível ver uma estátua dela em Imperial City), tal rebelião teve participação de ambas as raças de homens em Cyrod, e alguns grupos de Aldmers.

3
Vale Nibenay (delimitado)

Religião

Para satisfazer ambos os aliados, e com ajuda de Akatosh, Santa Alessia juntou vários preceitos de cultos religiosos Aldmers e Nords, surgindo assim uma nova religião, tendo  como panteão os Oitos Divinos Aedras. Logo Akatosh forja uma aliança para proteger Tamriel contra os seres de Oblivion, e para selar tal aliança é dito que Akatosh, em algumas lendas, colocou sua alma dentro do Amulet of Kings (Amuleto dos Reis) para de vez comprovar os detentores do direito ao trono imperial, além de ser um artifício em momentos de necessidade, como o momento em que passa o vestígio (protagonista do ESO) em  582 da Segunda Era, também Alessia recebeu a benção de Shezarr ou como é mais conhecido Lorkhan, isso em seu leito de morte, alguns até a terceira era especula-se como ocorreu esta benção do ”Deus de todos os mortais” .

4
Região de Pale Pass

Mudanças ao longo das Eras (Ataques a Morrowind, conquista Akavir)

Até aqui dá para entender o que fez a linhagem imperial ter a base de sustentação para ser o que é, primeiro a diversidade com que foi criada, e logo a “simples” ajuda de Akatosh, sendo guiada a ser a liderança de Tamriel, dessa forma seria meio difícil dela não ser a elite econômica, e uma das maiores elites intelectual de Tamriel. Mas como nem tudo são flores, vamos seguir a história…

Na região ao leste de Cyrodiil, onde fica o Vale Nibenay, existia um grupo de humanos um pouco distintos e com algumas diferenças culturais, se comparado ao povo que morava em Colovian, ambos estavam unidos por uma única ameaça: a primeira Invasão Akavir, que ocorreu em 2703 da Primeira Era. Quem dessa vez tomaria a frente, ou melhor, seria o líder contra esse perigo eminente seria Reman I, que mais a frente seria conhecido como “Deus Mundano” ou em outras traduções “Deus do mundo material”, o mesmo ganhou o título em gerações futuras de deus-herói. Para se ter uma noção de como esse título é mais que merecido, e de como este senhor foi de suma importância para a Tamriel que conhecemos hoje, na região de Pale Pass perto da montanha Jeralls na divisa entre Skyrim e Cyrodiil, lá pelos lados de Bruma, o mesmo conseguiu unificar várias facções antes divididas no império de Alessia e expulsar os invasores Akaviris,  criando assim o Segundo Império, como Reman de Cyrodiil, pois o mesmo mudou seu nome em homenagem a sua província natal, se tornando Imperador. Como os Akaviris haviam literalmente devastado muitas das terras humanas, Reman temia uma invasão dos Elfos principalmente do grupo Admer das Summerset Isles, então o mesmo permitiu que um grupo de Akaviris sobreviventes  lutassem pelo império em alguma necessidade de retaliação aos  Elfos. Logo, o Segundo Império controlava todas as província de Tamriel, exceto Morrowind, nesta época já se existia o Tribunal (3 mortais que se transforaram em deuses e que formam a base da religião de Morrowind), o que explica a dificuldade que se teria para conquistar a província. Os acontecimentos que rodearam a tentativa de conquistar Morrowind levaram ao fim da dinastia Reman e da Primeira Era, no ano de 2920.

Um Akaviri, Versidue-Shaie, que ganhou uma posição como um conselheiro de confiança, assumiu o controle após a morte de Reman III, na verdade Versidue-Shaie conspirou contra Reman III e todos os seus descendentes, sendo responsável pela morte de ambos. Logo após a morte de Reman III, Versidue se auto intitulou soberano, havendo um homem-cobra ficado à frente do império e decretando o início da segundo era, após tal acontecimento Versidue-Shaie e seus sucessores não atacaram novamente a província de Morrowind, para assim solidificar seu poder ao redor de Tamriel, fato importante é que apesar de ser uma dinastia Akavir à frente do império, a mesma contribui bastante, baixando o The Guild Act ou Ato da Guilda, criando assim a Fighter’s Guild ou Guilda dos Lutadores e dando respaldo legal para a Mages Guild ou Guilda dos Magos, com esse ato e lei ele queria descentralizar a força, ou seja, dar liberdade para comerciantes ou mesmo pequenos senhores, ao invés de recorrer ao império ter à disposição uma força mais imediata e próxima de poder, pois até o ano de 321 da Segunda Era  existia um conflito que ficava cada vez mais intenso entre o império e as províncias, pois você leitor deve imaginar o quanto devia ser difícil para um nativo de Tamriel ter como soberano um Akavir. Em 430 da Segunda Era a linhagem de soberanos Akaviris entrou em colapso após uma conspiração que matou toda a linha sucessória.


Talos (Timber Septim)

Bem depois de toda essa bagunça, chegamos aonde nosso querido ESO se encontra, a parte ruim é que aqui, assim como em outras jogos da série, ficamos em um período sem muitos registros, ou seja, como um RPG de raiz e seguindo a tradição da franquia, aqui é uma parte mais interpretativa, houve a guerra das alianças, a segunda invasão Akavir, entre outros fatos. De fato histórico marcante iremos  logo para o surgimento de Talos, antes conhecido como Tiber Septim

Desde a morte do último soberano Akavir, por quatrocentos anos pequenos estados em toda Tamriel brigam uns com os outros, especialmente em Cyrodiil. A província imperial transformou-se em uma arena pela disputa de quem subiria ao trono de rubi. Agora, diferente das outras vezes, seria um Nord e não mais um cidadão de Cyrodiil que iria unificar a Província Imperial, esta seria a lenda de Tiber Septim, Talos, Ysmir, entre outros nomes.

Fazendo um breve resumo de quem foi Tiber Septim, ele  foi nomeado das forças de Cuhlecain o Rei da província de Falkreath que na Segunda Era passou a ser considerada parte de Colovia. Tal Rei queria a unificação de Colovia; Ysmir, que logo se tornara uma lenda vida em toda Tamriel, sendo o segundo em comando e quem na maioria das vezes comandava o campo de batalha, após sucessivas vitórias em menos de 1 ano, os estados de Colovia estavam ao pés de Cuhlecain e Septim e logo em seguida toda Cyrodiil. Em 854 da Segunda Era, Tiber Septim assumiu o trono, após a morte de Cuhlecain; Alguns creditam a morte chamando Cuhlecain de ‘’Imperador Zero’’ pois o mesmo morreu antes de ser empossado a Tiber Septim, algo questionável pela reconhecida honra que Tiber Septim (Ysmir) havia,  tanto que seu  reinado durou até 38 da Terceira Era, fazendo do mesmo, o Imperador com maior tempo de reinado que se conheceu (Os Akviris não eram imperadores mas sim soberanos, não entrando nesta contagem).

Em poucas décadas, as províncias seriam reunidos mais uma vez sob seu Terceiro Império, iniciando a declarada Terceira Era por Talos e fazendo de Cyrodiil o símbolo do reino, a dinastia Septim surgia e Talos se tornaria o Nono Divino do panteão, mudando assim a tradição religiosa dos Oito Divinos Aedras, para os Nove Divinos Aedras, a alma de Talos logo após sua morte subiu, sendo aceita por todos os Aedras em reconhecimento à sua honra e bravura. Talos foi reconhecido como a Nona divindade expontêneamente, apenas sendo questionado pelos Elfos tanto que os Imperiais admiram mais o Talos como divindade do que como Imperador, pois o mesmo mostrou que o limite não é taxativo, ou seja, o limite de suas ações é você quem define, partido para um conceito com peso mais filosófico, onde quem define onde você pode chegar é você mesmo.      

Ironicamente, a maioria, senão todos os Imperadores da Terceira Era seriam Nords ou Bretões, não havendo um imperial. Surgindo apenas após a crise de Oblivion, onde as lideranças do império mais uma vez começam a desintegrar-se, criando uma brecha para Titus Mede aplicar um golpe, sendo outro Rei da região de Colovia, perceba a importância de tal região para a lore de Tamriel, ele aproveitou que a cidade Imperial estava sem defesas e com menos de mil homens, foi e se declarou o novo imperador, definindo assim o início da Quarta Era, sua dinastia durou até  201 da Quarta Era, quando Titus Medes II foi morto supostamente pela Dark Brotherhood, apesar de contrariamente citarem que tal organização fora exterminada (é possível viver esse acontecimento na campanha da DB no TESV: Skyrim). Um pouco antes, no início dessa era surgiu a terceira Aldmeri Dominion, ocorrendo uma guerra da mesma contra o império e logo em seguida sendo assinado o tratado da White-Gold Tower (Torre Ouro Branco), quando foi banido o culto a Talos; Na teoria, longe do que aconteceu na prática, principalmente na província de Skyrim e algumas partes de Cyrodiil.

escrito por Sir Skol, membro da Legion Spectrum, participe da nossa guild aqui

 Fontes: UESP, TESWikia e Lorebooks

0 0 vote
Avaliação Conteúdo
Subscribe
Notificar de
guest
12 Comentários
Recente
Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
leonardo
leonardo
4 anos atrás

brother to postando aki , pq é o mais recente ,então acho que será vizualizado mais rápido alguém pode meu ajudar meu personagem bugou , da um ligue nos status ( HEALT , STAMINA E MAGICKA ) to quase 50 e tenho muito menos que um personagem lvl3 que acabei de criar , fiz o teste em outra conta ( meu amigo criou um personagem tbm e fomos comparar …..link da imagem >>>

http://imgur.com/a/ITOXb

(POR FAVOR ME AJUDEM IRMÃOSS !! )

alguem me ajuda add face ou skype pf !!

SKP >> Leonardo Santos ( leoziinsantoos)

FACE >> https://www.facebook.com/leonardo.santos.9085

leo.santos__@hotmail.com

leonardo
leonardo
4 anos atrás
Reply to  Sir Skol

nuss !! vlw brother SZ, eu costumo ficar grindando em rift com os tigres .. então e por isso que antes eu conseguia matar 3 de uma vez e agora eu só consigo matar uns 2 de uma vez ? se eu tentar matar 3 tomo mt dano e acabo morrendo 😛 !! pode ter a ver com a minha armadura tbm né (exemplo : tenho que ir trocando de armadura de acordo com o UP do meu lvl ….. meu level vai subindo e os monstros vão ficando mais fortes então tbm tenho que ter armaduras mais fortes e… Leia mais »

Daniel
Daniel
4 anos atrás
Reply to  Sir Skol

Vou te add Sir Skol, tenho uma guild de iniciantes, com 6 amigos, o maior está no lvl 36, seria fascinante aprendermos com um player BR experiente jogando algumas horas, abç

leonardo
leonardo
4 anos atrás
Reply to  Sir Skol

DEMOROOU VOU ADICIONAR AKI !! EU VOLTEI DE VIAGEM AGR !! VOU VOLTAR A JOGAR !! 🙂 AGORA EU TO COMEÇANDO A GOSTAR DO GAME !! QUERO FICAR TOP PLAYER PRA IR PRO PVP DESTRUIR !! ADD LA AMIGOS !! PRECISAMOS DE UMA COMUNINADEDE GRANDE DE BRS usuario: HUUNTEER personagem Srhuunteer

leonardo
leonardo
4 anos atrás
Reply to  Sir Skol

qual o seu nick no ESO ??NÃO CONSEGUI ADICIONAR !!

Chess
Chess
4 anos atrás

Akatosh é Akatosh em todo lugar (ou quase isso xD). Shezarr é o nome dado para Lorkhan, pelas raças Cyrodiilicas – assim como Shor é sua versão Nord. A época em que se passa ESO é chamada de Interregnum. Se tem algo que Tiber Septim não era, era Nord. No máximo, Atmoran. Mais provavel que fosse Breton, na verdade. E é bem aceito, por aí, que quem matou Cuhlecain, ou pelo menos orquestrou o assassinato, foi o próprio Talos. Ele não era exatamente conhecido por sua ‘honra’. Afinal, ele traiu muita gente pra conseguir o Numidium, e efetivamente unir ‘toda’… Leia mais »

Chess
Chess
4 anos atrás
Reply to  Sir Skol

Legal, cara! Obrigado pela resposta, explicações e informações ^^ Eu só realmente acho que falta principalmente fontes e referencias para deixar o texto com mais credibilidade (algumas das coisas que você linkou, por exemplo, não tem fontes oficiais) Eu realmente adoraria uma conversa (ou várias, na verdade XD) pra eu poder responder o que você disse, e você rebater e novo etc e etc XD Na minha opinião, esse tipo de discussão é muito interessante e enriquecedora, para ambos os lados! Por isso, minha proposta ainda está de pé, caso se interessem. Você mencionou que são poucas pessoas, e como… Leia mais »